Pesquisa personalizada

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!

ESTUDE A PALAVRA DE DEUS AGORA!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Cientistas descobrem novo dinossauro, o 'Pinóquio rex'












'Pinóquio rex': segundo pesquisadores, ele media 9 metros de altura, pesava 1 tonelada e tinha o focinho 35% mais alongado que outros dinossauros de seu tamanho (Chuang Zhao)
Cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, divulgaram nesta quarta-feira a descoberta de uma nova espécie de dinossauro, apelidada de "Pinóquio rex", devido ao seu nariz comprido. O fóssil de 66 milhões de anos foi encontrado em uma escavação no sul da China.

CONHEÇA A PESQUISA



Onde foi divulgada: periódico Nature Communications



Quem fez:  Junchang Lü, Laiping Yi, Stephen L. Brusatte, Ling Yang, Hua Li e Liu Chen



Instituição: Universidade de Edimburgo, na Escócia, entre outras



Resultado: Os pesquisadores descobriram uma nova espécie de dinossauro na China, o carnívoro Qianzhousaurus sinensis, apelidado de "Pinóquio rex", por causa do focinho longo.






























Segundo os pesquisadores, o animal era carnívoro e da família do famoso Tiranossauro rex. Ele media 9 metros de altura, pesava 1 tonelada e tinha o focinho 35% mais alongado que outros dinossauros de seu tamanho. O Qianzhousaurus sinensisviveu na Ásia durante o período Cretáceo (de 144 milhões de anos a 65 milhões de anos atrás). Sua descoberta foi descrita em um estudo publicado no periódico Nature Communications.


O esqueleto do animal foi encontrado intacto e bem conservado por um grupo de operários em uma rua em construção perto da cidade de Ganzhou e posteriormente identificado pelos cientistas. "Ele tinha o sorriso com dentes do Tiranossauro rex, mas seu focinho era longo e fino, com uma fileira de chifres na parte superior", explicou um dos autores do estudo, Steve Brusatte, da Universidade de Edimburgo.

Os cientistas acreditam que, por causa dos dentes mais finos e do esqueleto mais leve que de outros tiranossauros, o "Pinóquio rex" se alimentava de criaturas menores, como lagartos e dinossauros com penas. O focinho comprido provavelmente estava relacionado a uma estratégia diferente de caça.


"A imagem icônica dos tiranossauros é o Tiranossauro rex, o maior e mais sanguinário de todos. Essa nova espécie rompe os moldes porque era mais leve, menos musculosa. Ela talvez tivesse uma mordida mais rápida e caçava de outra maneira", explicou Brusatte.



De acordo com os pesquisadores, vários tipos de tiranossauros viveram na Ásia durante o período Cretáceo, como o tarbosaurus, um carnívoro de 13 metros que tinha uma mandíbula tão forte que era capaz de amassar os ossos de grandes herbívoros. [Fonte: Veja.abril.com - Com EFE]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!